quinta-feira, 6 de outubro de 2011

História do iraquiano Emmanuel




Texto de Bruno Ferrari publicado originalmente em Bombou na web

Você pode dizer
Que eu sou um sonhador
Mas eu não sou o único
Eu tenho a esperança de que um dia
você se juntará a nós
E o mundo será um só

Tem gente que não gosta desses momentos “emocionantes” em programas como o X Factor, que têm como objetivo revelar artistas desconhecidos com histórias de vida das mais variadas.

Às vezes a edição exagerada, a música dramática, os jurados forçando a barra para chorar e a supervalorização de um vida pouco convencional irritam um pouco. Poderiam se enquadrar aqui o vendedor de celular Paul Pots, que se revelou um espetacular cantor de ópera. E, claro, a inesquecível Susan Boyle, que encantou o mundo com uma voz bela que contrastava com sua aparência descuidada.

Mas há situações em que não há edição exagerada, música dramática ou jurados ultraemotivos que tirem a grandeza de uma história. A minha única certeza é que se tirassem todos os elementos da cena – o show, a plateia, os jurados e a família – e deixassem apenas o iraquiano Emmanuel contando a sua história, os ouvintes iriam se emocionar da mesma forma. Ainda mais cantando uma música como Imagine, de John Lennon.

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

"Ostra Egóica"


video

A Tradução da Música Offer nos leva a pensar se somos como uma "ostra egóica", fechados em nós mesmos, nos preocupando tanto com nossas vontades, e nos esquececendo das necessidades de outras pessoas, para isso precisamos deixar nossa zona de conforto e experimentar a vida, o amor e o compartilhar.
Nos fecharmos para as necessidades dos outros é o mesmo que "iniciar uma viagem e se encantar tanto com a estrada a ponto de se esquecer para onde se está indo. E isso não parece ser uma atitude muito sábia. Então, sejamos sábios: vivamos, amemos e compartilhemos oque há em nossos corações! Adaptado do texto de Alberto Cabral

"NÃO IMPORTA O QUE VOCÊ FAZ, IMPORTA A QUALIDADE DOS RELACIONAMENTOS QUE VOCÊ CONSTRÓI ENQUANTO VOCÊ FAZ O QUE FAZ"

terça-feira, 19 de julho de 2011

Talmidim - Ed René Kivitz

TALMIDIM é o tema que o Pastor Ed René Kivitz escolheu para o videocast com reflexões diárias a respeito dos conceitos fundamentais da espiritualidade cristã, tendo como referência a relação de Jesus de Nazaré com os seus talmidim.

Coloco uma relação dos 174 links para os vídeos por tema, para facilitar a procura dos vídeos: Talmidim - Ed René Kivitz




terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

COSEMS REPUDIA LEI ESTADUAL QUE PERMITE A VENDA DE LEITOS PÚBLICOS

O Conselho de Secretários Municipais de Saúde do Estado de São Paulo (COSEMS/SP) vem a público manifestar sua posição absolutamente contrária à Lei Complementar nº 1.131 de 27 de dezembro de 2010, que prevê a destinação de 25% dos leitos de hospitais públicos estaduais geridos por Organizações Sociais a pacientes particulares e usuários de planos de saúde. A Lei Complementar nº 1.131/2010, de iniciativa do Governo do Estado, foi aprovada pela Assembléia Legislativa de São Paulo (Projeto de Lei Complementar 45/2010) de forma bastante apressada no apagar do ano de 2010, e publicada no Diário Oficial do Estado em 28 de dezembro de 2010, na Seção 1, página 4.
Tal dispositivo legal, que permite a comercialização de parte significativa de serviços hospitalares de instituições instaladas exclusivamente com recursos públicos, abre um perigoso e inaceitável precedente à construção do SUS, tanto em nosso Estado quanto no país.
O COSEMS entende que o dispositivo aprovado é claramente inconstitucional (contrariando dispositivos da Constituição Federal e da Constituição do Estado de São Paulo) e fere princípios consagrados no SUS, como a equidade e a gratuidade, previstos da Lei 8080 (Lei Orgânica da Saúde) e, ainda, dispositivos da Lei 791/95 (Código de Saúde de São Paulo).
Além de sua inegável inconstitucionalidade e ilegalidade, permitir esta condição abre o inaceitável precedente de possibilitar ao hospital público, do SUS, sua transformação em um negócio, passível de lucro. Paradoxalmente, em nome de uma pretensa defesa do SUS, cria a possibilidade de acesso privilegiado com extrema dificuldade de fiscalização. Isto trará uma vantagem inegável para os planos de saúde, que ampliarão sua rede sem nenhum investimento, e para os indivíduos socialmente mais privilegiados por possuírem recursos próprios ou planos de saúde a facilitação no acesso, sem que se possa enxergar qualquer vantagem aos usuários em geral.
Neste sentido, o COSEMS, como entidade de representação dos Secretários de Saúde dos municípios paulistas, torna pública sua posição contrária acerca da Lei Complementar nº 11.31/2010 e informa que está estudando os elementos necessários para ingressar de uma ação direta de inconstitucionalidade, com o objetivo de barrar este lamentável dispositivo.

COSEMS/SP

sábado, 30 de outubro de 2010

Pessoas são Músicas


Você já percebeu?

Elas entram na vida da gente e deixam sinais.

Como a sonoridade do vento ao final da tarde.

Como os ataques de guitarras e metais presentes em cada clarão da manhã.

Olhe a pessoa que está ao seu lado e você vai descobrir, olhando fundo, que há uma melodia brilhando no disco do olhar. Procure escutar.

Pessoas foram compostas para serem ouvidas, sentidas, compreendidas, interpretadas.

Para tocarem nossas vidas com a mesma força do instante em que foram criadas,

para tocarem suas próprias vidas com essa magia de serem músicas.

E de poderem alçar todos os vôos, de poderem vibrar com todas as notas,

de poderem cumprir, afinal, todos os sentidos que a elas foi dado pelo compositor.

Pessoas são como você, com quem temos o prazer de conviver.

Pessoas são músicas, como você que temos o prazer de ouvir.

Pessoas têm que fazer o sucesso que lhes desejamos.

Mesmo que não estejam nas paradas.

Mesmo que não toquem no rádio, Apenas no coração.

Flores em Vida


Hoje eu e alguns queridos amigos visitamos o Asilo São Vicente de Paula em Rio Claro. Foi um tempo muito bom, ouvir histórias, lamentos, alegrias, cantar.
Lembrei-me da linda letra da música "Flores em vida" do Paulo Cesar Baruk, por dois motivos. O primeiro porque pudemos entregar várias flores ali, muitos idosos ficaram tão felizes com uma simples visita, uma conversa, uma ajuda, mas na verdade a felicidade é recíproca, porque não há alegria maior do que doar-se e é isso que a Bíblia nos ensina, que a felicidade está no amar, dividir, compartilhar, conviver.
Em segundo lugar a maioria das pessoas ali já viveram muito e fiquei pensando nas flores que receberam em vida, ainda há tempo, mas quanto tempo perdido, quantas lamentações, histórias de abandono.
Fica a letra da música para refletir quantas flores temos entregado ou deixado de entregar no nosso dia-a-dia.



Flores Em Vida

Sei, já não são meus, vento levou
Tempos que não mais voltam e então
O que eu fiz por mim e por quem amei
Só desilusão, reconheci
Não construi o que planejei
Pouco abracei e não ofereci perdão
Já não alcanço o passado
Meus limites percebi
O hoje é tudo o que tenho, isso entendi
Preciso trazer a memória histórias que desprezei
Não posso me esquecer, tenho que oferecer
Flores em Vida
Enquanto e dia !